Motorista/ Entregador com CNH “A, B, C, D ou E”

0

A profissão de motorista integra um setor essencial para as mais diversas áreas econômicas do Brasil. Por esse mesmo motivo sempre possui espaço para novos profissionais, independentemente das crises nacionais.

Os motoristas ganharam cada vez mais opções de trabalhos, principalmente após a inovação trazida por aplicativos como Uber e IFood.

Os serviços de transporte aumentaram as oportunidades em grande escala para os novos profissionais desse ramo.

Vale ressaltar que a profissão abrange também o setor de motoristas de veículos pequenos e médios, até veículos grandes como caminhões e ônibus.

Há qualificações específicas devido a diversidade de ramos para atuação. Portando a seguir apresentamos os perfis, requisitos e benefícios de cada ramo da profissão de motorista.

O que faz um motorista?

O motorista na maioria das vezes é responsável por realizar o transporte de pessoas de um ponto de encontro ao local combinado.

Mas além disso, também atua no transporte de produtos, documentos, e diversos outros itens.

Para exercer a profissão é importante ter um certo aprofundamento nas leis de trânsito, para que os procedimentos de segurança sejam cumpridos e não corra o risco de prejudicar clientes ou até mesmo perder a profissão por um descuido.

Bem como é indispensável possuir prática na direção e ter uma boa noção de itinerários.

E tão importante quanto todos os fundamentos mencionados, é indispensável que seja realizada a inspeção das peças do veículo, analisando desde os pneus até a parte elétrica do carro, para que não ocorra nenhum incidente indesejado.

O motorista tem uma rotina bem exigente, a profissão necessita de muita atenção no trânsito, e exige paciência e comprometimento.

O profissional constantemente se depara com imprevistos em sua rotina de trabalho e ter uma condução defensiva ajuda a lidar com as adversidades presentes nas ruas.

Áreas de atuação

O motorista pode atuar com transportes de produtos ou pessoas, podendo trabalhar tanto no setor privado quanto público.

Além do mais, há possibilidade de se trabalhar como motorista de caminhão, ônibus, motorista particular, entregador ou trabalhar via aplicativo.

Nos tópicos seguintes serão introduzidos os conceitos básicos de cada uma das vertentes presentes no ramo profissional dos motoristas:

– Motorista de caminhão

Para conduzir caminhões é necessário obter a carteira de motorista do tipo D, e passar nos testes exigidos pelas empresas contratantes. Exceto se você busca trabalhar como autônomo.

Além de que o indivíduo não pode ter realizado nenhuma infração gravíssima ou grave nos últimos doze meses.

Caso não seja cumprido tais requisitos não será possível obter autorização para conduzir caminhões.

O salário médio de um motorista de caminhão é em torno de R$ 1.700 reais.

Enquanto aqueles que estão para iniciar nesse ramo contam com um salário um pouco superior a R$1.500 reais. Ou seja é uma ótima oportunidade para quem se identificam com o ramo.

– Motorista de ônibus

Os motoristas de ônibus são responsáveis por garantir o principal meio de transporte público, facilitando o dia a dia de inúmeros cidadãos brasileiros.

E justamente por se tratar de um meio de locomoção popular, o motorista necessita ter uma atenção especial para dirigir. Ou seja é preciso ter responsabilidade em preservar o bem estar e a segurança dos inúmeros passageiros diariamente.

Para se tornar motorista de ônibus é preciso estar habilitado na categoria D, e há pelo menos 2 anos na categoria B ou 1 ano na C.

Do mesmo modo, não pode ter histórico de infrações gravíssimas ou graves na CNH.

Por fim, o motorista será submetido aos exames práticos e testes visuais.

Apesar das maiores exigências, o piso salarial dos motoristas de ônibus é maior do que o dos motoristas particulares, justamente por exigir maior nível de condução.

– Motorista de aplicativo

A chegada dos aplicativos de transporte gerou uma grande inovação para os motoristas e para a população.

Novas formas de se trabalhar e maior autonomia tornaram-se possíveis, além disso gerou inúmeros empregos.

Os motoristas de aplicativos ganham em média R$2.000 reais por mês, e o aumento desse salário depende diretamente do próprio condutor.

O profissional deve investir em si próprio para que tenha uma presença agradável aos clientes, levando-se em conta que eles avaliarão o serviço prestado.

Os aplicativos mais conhecidos nesse ramo é o Uber e o 99Pop. E para começar a trabalhar basta ter 21 anos, possuir um carro próprio ou alugado que tenha 4 portas, ar condicionado, que seja seguro, com documentações atualizadas e que não tenha fabricação anterior a 2010.

– Motorista entregador

O motorista entregador pode trabalhar com qualquer tipo de veículo, ou seja, há oportunidade para motoristas de motos, carros e caminhões.

O objetivo é o mesmo: realizar o transporte de produtos e materiais para seus itinerários.

Além de garantir a entrega e cumprir prazos, o entregador deverá conferir os materiais para se assegurar de que o material chegará corretamente ao destino.

– Motorista particular

O motorista particular se assemelha muito com o taxista, apesar de ambos serem autônomos.

O motorista particular enfrenta menos burocracias em seu trabalho, porém por outro lado os taxistas possuem maiores vantagens em relação aos pontos de captação de clientes.

Para se tornar um motorista particular é necessário possuir CNH, e validar o EAR do documento.

E não para por aí: é importante que seja realizado cursos semelhantes aos de taxistas, para que se obtenha maior desempenho e credibilidade.

Quanto ganha um motorista?

A média salarial dos motoristas gira em torno de R$1.849, valor que supera consideravelmente o salário mínimo.

O piso e teto salarial da profissão irá variar de acordo com o setor em que se trabalha.

Motoristas de ônibus e caminhão costumam receber uma remuneração mais alta do que motoristas de carro, levando-se em conta a maior dificuldade de se obter a carteira de motorista de categoria D e E.

Já os motoristas com experiência e tempo de trabalho costumam receber remunerações mensais superiores a R$2.000, que levam em conta diversos fatores.

Formação desejada para o Emprego

Uma vantagem dessa profissão é que ela não exige curso superior e nem mesmo formações técnicas, basta apenas possuir a carteira de habilitação da categoria a se trabalhar.

Porém, na maioria das vezes aqueles que possuem o ensino médio completo tendem a ter mais facilidade de entrar para esse ramo.

Apesar dos cursos voltados a direção e certificados de mecânica não serem exigidos, eles proporcionam maior crescimento na profissão, devido a confiança proporcionada.

Como se tornar um Motorista?

O primeiro passo para se tornar um motorista profissional é adquirir uma CNH, a carteira nacional de habilitação.

Existem diversas categorias, e dependendo do tipo de veículo que você for dirigir será preciso adquirir uma nova licença de CNH.

Os carros mais leves necessitam da CNH de categoria B, enquanto as motos exigem o CNH de categoria A, ambas são as mais fáceis de se obter licença.

Já os caminhões e ônibus exigem mais dedicação, os transportes de cargas estão na categoria C, enquanto os veículos de transporte social estão na categoria D.

Para aqueles que pretendem se habilitar em todas as categorias é importante adquirir a categoria E, pois esta engloba todas as outras, tendo equivalência a junção ‘’A, B, C e D’’.

A CNH E possui um teste exigente, pois além de necessitar ser aprovado nos treinamentos, avalia você em situações de risco e controle emocional.

Para a condução de trem haverá um procedimento ainda mais rigoroso: o motorista deverá ser submetido aos treinamentos da empresa e obter uma habilitação especial emitida pela Marinha.

Em suma, não basta possuir as respectivas licenças para ser um motorista.

Para atuar no ramo é preciso demonstrar documentos que comprovem a atividade remunerada de motorista.

Inclusive será exigido um bom conhecimento de leis de trânsito, itinerários e rotas, sem deixar de lado as qualidades voltadas ao controle emocional e cordialidade.

Carteira de motorista gratuita (CNH Social)

Muitos desconhecem a possibilidade de obter uma carteira de motorista gratuitamente, mas a modalidade já está em vigência e pode ser obtida por aqueles que cumpram seus requisitos.

Entre as exigências para se adquirir a CNH Social está a necessidade de comprovar a situação de pobreza, ser beneficiário do programa bolsa família, sofrer de alguma deficiência física, ou então constituir uma família monoparental de baixa renda com filhos menores de 6 anos.

Vale lembrar que uma família monoparental é aquela cuja uma única pessoa exerça a função de pai e mãe na criação dos filhos.

Aliás, a isenção de custos será aplicada também aos exames médicos e de aptidão, de modo que aqueles que não possuem poder aquisitivo possam ser amparados pelo auxilio estatal.

Cbo por porte de veículo

As diretrizes dos motoristas de veículos de pequeno e médio porte estão presentes no CBO 7823.

Já os de veículos grandes de transporte são estabelecidos pelo CBO  7825.

A classificação de veículos pequenos e médios traz dados sobre inúmeras profissões, entre elas há destaque para os motoristas de taxi e motoristas de carro de passeio.

Os motoristas da categoria CBO 7825 atuam em atividades auxiliares e anexas de transporte, costumam ser empregados com carteira assinada.

Essa categoria de motoristas transporta cargas ou pessoas, e devem sempre realizar manutenções básicas no veículo e procedimentos de segurança e qualidade de serviço.

Já a categoria de motoristas do CBO 7823, que utilizam veículos grandes como caminhões, possuem foco no transporte, coleta de carga no sentido geral, guinchamentos, movimento de cargas pesadas e auxiliam no procedimento de socorro mecânico.

Assim como a CBO da categoria anterior, esse ramo também exige procedimentos técnicos de segurança, e CNH especifica para veículos de grande porte, que é mais rigorosa para se obter.

Quanto aos requisitos de nível de estudos, ambas as categorias não exigem o ensino médio completo.

Entretanto, é necessário a realização de um curso básico de qualificação para a profissão.

Vale lembrar, que as exigências para dirigir veículos coletivos são bem mais rígidas, podendo exigir alguns cursos de especialização.

Já com as profissões de motorista que utilizam veículos de pequeno e médio porte para corporações, como por exemplo taxista, há requisitos muito mais exigentes do que para se trabalhar no ramo de motorista particular.

Vagas de Emprego

Encontrar oportunidades e vagas para se trabalhar como motorista não é uma tarefa difícil, visto que é uma profissão muito buscada pelas pequenas e grandes empresas.

É possível encontrar diversas vagas de emprego desse setor realizando buscas no google, basta pesquisar ‘’Vagas de motorista’’ e o buscador irá apontar vagas que estejam situadas na sua cidade.

Outra opção para encontrar oportunidades de emprego nesse setor é através do Linkedin, onde empresas postam sobre as vagas de emprego que estão disponíveis.

Mantenha seus dados atualizados antes de enviar o currículo para se candidatar e receber retorno.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.