Costureira (Fábrica)+ Op. de Máquina + Artesã

0

A profissão de costureira é uma das profissões mais antigas do mundo, ela existe desde muito antes das revoluções industriais.

E apesar de todas as mudanças e atualizações deste ramo, a costura ainda mantém a essência de sua origem.

Os profissionais deste ramo necessitam de experiência e coordenação motora para a realização da atividade.

Mas isso não deixa de lado o perfil inventivo e criativo, que pode se tornar o ponto primordial para trazer grandes oportunidades neste ramo profissional.

O que faz uma costureira?

As costureiras basicamente trabalham com máquinas de costura, exercendo diversas atividades, desde as mais tradicionais até as mais especializadas.

As profissionais deste ramo criam acessórios, costuram roupas, reparam roupas rasgadas, e efetuam customizações de peças conforme o desejo dos clientes.

É preciso levar em conta que este trabalho abrange desde o ramo casual até o profissional. E por muitas vezes é exercido até mesmo no setor artístico, levando-se em conta que a criatividade é ilimitada nesta profissão.

Funções de uma costureira

As funções deste ramo profissional são bem abrangentes. As costureiras podem atuar em fabricas, operando maquinas de costura, ou então trabalhar como confeccionista em oficinas de costura.

Há espaço até mesmo para o ramo autônomo, exercendo trabalhos de costura sob medida.

Além das funções mencionadas, também destacam-se os alfaiates e as costureiras pilotistas, as quais realizam o molde protótipos das peças de roupa, que passarão a serem produzidas em grande escala pelas costureiras de linha de produção.

E por último, mas não menos importante, há espaço também para o desenvolvimento desta profissão no ramo artístico.

No no caso das costureiras artesãs, as quais exercem sua habilidade combinada com sua criatividade, podendo adquirir um grande prestigio no mercado de trabalho.

Costureira Profissional Perfil

O perfil mais buscado neste ramo profissional é o de mulheres com mais de 30 anos. As quais possuam um elevado nível de atenção, criatividade, agilidade e coordenação motora.

No entanto, é importante também que se tenha um currículo completo com cursos profissionalizantes desse setor e boas experiências de trabalhos anteriores.

– Costureira sob medida

O profissional deste ramo é bem completo e exerce seu trabalho como atelier de costura autônomo na maioria das vezes, construindo roupas conforme o pedido de seus clientes e de forma mais especializada.

Além disso, também executam alterações de peças, modelagem, corte, costuras e bordados.

Há atelieres especializados em consertos, costuras e outros do mercado de alta-costura, que são focados em confeccionar roupas de luxo.

Ou seja, são os tão renomados estilistas, e possuem salários bem acima dos outros ramos de costura.

– Costureira de Fábrica / Operador(a) de Máquina

Esta profissional deve contar com agilidade e foco, ele realiza a montagem de peças na linha de produção, e na maioria das vezes foca em uma fase especifica da montagem.

Ou seja, a fabrica divide a função de cada operadora para que o trabalho se torne mais mecânico e ágil.

– Costureira Overloquista

A costureira overloquista é responsável por preparar as maquinas e as amostras de costura, manuseando os equipamentos para a devida montagem em série.

Elas também projetam e modelam as confecções de roupas, peças e produtos.

– Costureira Artesã

Este ramo profissional prioriza a criatividade e inventividade das costureiras.

Estas profissionais necessitam de grande perícia com máquinas de costura, e devem produzir mais do que peças, mas verdadeiras ‘’artes’’.

As costureiras artesãs conseguem reaproveitar peças simples e criar artesanatos de qualidade, agregando grande valor através de seu trabalho criativo.

– Costureira Faccionista

As costureiras faccionistas são autônomas e prestam serviços para oficinas de costura, realizam a costura de peças cortadas e reproduzem sequencias de montagens para peças inteiras.

Através da simples observação da peça piloto elas conseguem reproduzir seus passos.

Para integrar esta categoria de profissional é necessário possuir muita atenção, ser detalhista e ter um bom senso de empreendedorismo.

– Costureira Pilotista

São profissionais muito requisitados em industrias, pois se responsabilizam por determinar o modelo da peça piloto. Ou seja, define o molde padrão que os profissionais da linha de produção deverão replicar.

As costureiras pilotistas recebem um salário maior do que os profissionais da linha de produção, justamente por contar com uma responsabilidade maior e ser um cargo mais difícil de se conquistar.

Para realizar o protótipo é necessário contar com uma vasta experiência com máquinas, técnicas de costura e noções de acabamentos, pois um pequeno erro deste profissional, poderia custar prejuízos enormes para a indústria.

– Alfaiate

Diferente das outras modalidades, na maioria das vezes os alfaiates são indivíduos do gênero masculino.

Estes profissionais costuram paletós, ternos, smokings, camisas sociais, calças, entre outros.

Costumam ser requisitados para a realização de trabalhos sob medida, portanto esta profissão exige que o profissional seja muito detalhista e perfeccionista.

Resumo de qualificações profissionais

Para se tornar uma costureira não há necessidade de se ter nenhum tipo de formação, nem mesmo o ensino fundamental.

Mas apesar disso é necessário que se possua determinadas habilidades práticas, entre elas as mais requisitadas são: ter uma boa organização pessoal e profissional, ser atenta e perfeccionista, possuir criatividade e uma boa afinidade com moda.

Do mesmo modo, é importante possuir uma boa coordenação motora e agilidade dependendo do ramo em que for exercer as habilidades de costura.

Piso salarial de costureira

O piso salarial deste setor é de R$ 11.00, ou seja, se equipara ao salário mínimo.

Porém, a média salarial dos profissionais neste ramo gira em torno de R$1.250 mensais, e para aqueles com maior experiência no ramo a média sobe para R$1.400.

Vale ressaltar que quanto maior a habilidade e especialidade dos costureiros maior será a oportunidade e os salários.

Portanto, saiba que muitos costureiros ultrapassam a linha dos 4 salários mínimos oferecendo um trabalho especializado e de qualidade.

CBO

O CBO que define os costureiros de confecção em série é abrangido pela Classificação Brasileira de Ocupações de número 7632-10. E conforme a definição oficial, é importante que se tenha o ensino fundamental completo para esta profissão, embora na prática não seja obrigatório.

Nesse sentido, é importante que se tenha cursos de qualificações que assegurem um bom desempenho profissional.

Os profissionais deste ramo operam maquinas de costura e realizam montagem de peças de acordo com as normas e procedimentos exigidos. Mantendo a segurança e qualidade de serviço.

A profissão costuma ser exercida em locais fechados, e normalmente ficam sujeitos a posições desconfortáveis e movimentos repetitivos, gerando um determinado nível de desgaste e estresse.

Desde já, é aconselhável e necessário que a empresa garanta a devida rotatividade e pausas para que a atividade não se torne demasiadamente prejudicial.

Como ser uma costureira bem sucedida?

Primeiramente é necessário ter muita paciência e dedicação, pois a experiência é fruto de muito estudo e aperfeiçoamento, situações as quais envolvem tempo e aprendizado com os erros.

A princípio, evidentemente os estudos e as noções de moda são os pontos cruciais para se tornar bem sucedido neste setor.

Mas deve-se levar em conta que a qualidade e a criatividade são bases para obter especialidade em determinado ramo de atuação.

Ou seja, muitas vezes o fator qualidade do serviço está muito acima da quantidade em si de produção.

Em suma, se tornar uma costureira bem sucedida é apresentar um diferencial em seu serviço, algo que faça com que optem pelo seu trabalho e não por algum outro mais barato, e para isso é preciso fornecer qualidade e criatividade.

Ao analisar todas as profissionais que tem sucesso neste ramo, facilmente você irá notar que elas desenvolveram trabalhos que superaram o padrão médio, e renovaram de alguma forma o setor no qual trabalham.

Vagas de emprego

Pelo fato de ser uma profissão ampla, haverá uma grande busca por profissionais costureiros, e essas vagas podem ser facilmente encontradas através da internet ao acessar sites especializados.

A maneira mais fácil de obter informações de vagas para costureiras é buscando ‘’Vagas de Costureiras’’ no google, que automaticamente indicará uma lista de vagas próximas de você.

No entanto, há também a possibilidade de exercer essa profissão de forma autônoma, captando clientes e exercendo a profissão em domicilio, método o qual muitos utilizam para a obtenção de uma renda extra.

Currículo

Um bom currículo para se obter oportunidades no setor profissional de costura deve conter todas as formações educacionais e cursos profissionais.

Apesar de não haver necessidade de se completar o ensino médio ou de possuir cursos profissionalizantes, todo complemento extra que você tiver aumentará as chances e oportunidades neste mercado de trabalho.

É importante ressaltar suas qualidades pessoais, como agilidade, nível de atenção e criatividade profissional.

Quanto as especializações profissionais, quanto mais cursos do ramo de costura estiverem no currículo, maiores serão as oportunidades ofertadas para o indivíduo, aumentando também os níveis salariais.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.