Jovem Aprendiz: Currículo Ideal para primeiro emprego

O programa Jovem Aprendiz é uma das maiores portas de entrada para o mercado de trabalho, por isso você dever ter um currículo específico para primeiro emprego.

A princípio é fundamental para quem está buscando uma oportunidade, ter um currículo que valorize o candidato que você é mesmo não tendo experiência comprovada.

Portanto, se você é um jovem aprendiz e quer saber como fazer um currículo para primeiro emprego, veio ao lugar certo!

Porque, sabemos o quanto é difícil conseguir a primeira oportunidade no mercado de trabalho, e para um jovem aprendiz a situação pode parecer ser mais complicada.

Pensando nisso, reunimos as melhores dicas que vão ajudar você a redigir um excelente currículo. Condira!

Jovem aprendiz: O primeiro emprego

Se você é um jovem em busca da sua primeira oportunidade provavelmente já viveu um momento de angústia pensando sobre o que colocar em seu currículo, afinal, você deve ouvir o tempo todo sobre a importância da experiência profissional, não é verdade?

Exatamente por isso montar um currículo para primeiro emprego pode ser um desafio, pois o jovem ainda não tem a tão comentada experiência profissional para declarar.

E como sua formação acadêmica ainda está em andamento, pois em geral o jovem é aprendiz e ainda está no ensino médio, esta tarefa pode parecer ainda mais complicada.

Mas, não desanime, para estar pronto para se candidatar para as vagas no mercado de trabalho voltadas para jovem aprendiz, vamos explicar como construir um currículo ideal para esta ocasião.

Saiba que você pode ser percebido pelos recrutadores das vagas jovem aprendiz, como um excelente candidato mesmo não tendo experiência, só precisa saber como valorizar o profissional que é através do currículo.

Aprofunde-se conosco no assunto para saber mais a seguir:

Como funciona o Jovem Aprendiz?

Antes de falarmos sobre o currículo para primeiro emprego é imprescindível explicar um pouco sobre como funciona o programa Programa Jovem Aprendiz Legal.

O Jovem Aprendiz é um programa que nasceu apoiado na Lei 10.097/2000, a Lei da Aprendizagem, que tem como objetivo possibilitar a inserção do jovem no mercado de trabalho facilitando tanto a sua aquisição do primeiro emprego, quanto a aprendizagem de uma profissão. 

Diante disso, muitas empresas acolhem os jovens através de uma oportunidade para seu primeiro emprego.

Entretanto, as empresas escolhem muito bem os seus aprendizes, preferindo sempre os jovens que demonstram mais talento, determinação e em alguns casos vocação para a função pretendida.

Ou seja, com o programa Jovem Aprendiz os jovens têm a oportunidade de não apenas obter qualificação, mas também de entrar no mercado de trabalho de forma legal e com total proteção de seus direitos.

Antes da lei ser criada, muitos adolescentes trabalhavam de forma informal e não podiam sequer ter a sua carteira assinada antes dos 16 anos de idade, trabalhavam assim sem nenhuma garantia legal de direitos e sem incentivos para os estudos.

Portanto, o Programa Jovem Aprendiz Legal veio para corrigir esta falha e possibilitar que o jovem a partir dos 14 anos possa entrar legalmente no mercado de trabalho.

Vale lembrar que, o mesmo precisa garantir que frequenta a escola, pois é preciso que o adolescente desta faixa etária esteja matriculado e estudando regularmente para participar do programa . 

Primeiramente, antes de explicar como montar o seu currículo para primeiro emprego Jovem Aprendiz, é importante você conhecer algumas informações essenciais. Acompanhe.

O que diz a lei da aprendizagem sobre a inserção profissional do jovem aprendiz?

A lei determina especificamente que de  5% a 15% das vagas de emprego das empresas consideradas de médio e grande porte, devem ser destinadas aos jovens entre 14 a 24 anos.

Quais são os critérios para participar do programa Jovem Aprendiz 2020?

Para participar do programa Jovem Aprendiz é preciso cumprir alguns critérios como: 

  1. Ter entre 14 e 24 anos;
  2. Para os menores de 16 anos é obrigatório estar matriculado na escola  e ter frequência assídua;
  3. A carteira de trabalho não pode ter sido assassinada anteriormente;
  4. O jovem precisa ter disponibilidade de horário de 4 a 6 horas diárias para trabalhar;
  5. E preferencialmente, o jovem deveria pertencer a categoria de baixa renda, embora este último critério não seja obrigatório.

Jovem Aprendiz: Currículo para primeiro emprego

Portanto, agora que você já entendeu como funciona o programa Jovem Aprendiz e sabe se você se enquadra nas regras, vamos descobrir como fazer um currículo especificamente para sua categoria.

Não se preocupe com experiência profissional afinal, este é o seu primeiro currículo, e todos que hoje são mais experientes, já passaram por ele, não é mesmo?

Qual o título ideal para o meu currículo de primeiro emprego?

Nada de colocar o famoso “Curriculum Vitae, Currículo, Currículo Vitae” ou semelhante como título, apenas insira seu nome na primeira linha.

Inegavelmente, essa é a primeira informação que a empresa tem que ver. Por isso, não cometa o erro de ser redundante e nomear seu documento com um título desnecessário.

Como eu devo começar meu currículo Jovem Aprendiz?

Primeiramente, como comentamos, inicie fazendo a seção de identificação pessoal.

Esta não vai exigir de você reflexão, afinal você deverá apenas disponibilizar seus dados pessoais e técnicos.

Insira seu Nome Completo, Endereço, CEP, Telefone de Contato (celular e fixo se tiver), Data de nascimento, E-mail e Naturalidade.

Entretanto, não forneça números de documentos como CPF, ou Identidade, a não ser que a função pretendida solicite esse dado especificamente.

Com foto ou sem?

Hoje em dia não é mais usual inserir foto no currículo a não ser que seja de preferência da empresa ou uma exigência do cargo.

Desde já, o ideal é que você se informe com os responsáveis por recrutamento e seleção a preferencia do currículo: com ou sem foto.

Por isso aconselhamos que você sempre crie dois modelos de currículo para que possa facilmente optar de acordo com a situação.

O que devo colocar no Objetivo do Currículo?

Inicialmente você vai precisar organizar as suas ideias para saber qual seu objetivo profissional para inserir no seu primeiro currículo Jovem Aprendiz.

Em primeiro lugar, pense qual vaga você deseja e o motivo do seu interesse nela. Portanto, reflita também sobre o que você pode oferecer a empresa e que diferença poderá fazer se adquirir a oportunidade.

Escreva em no máximo de três a quatro linhas qual o seu objetivo em  obter aquela vaga. Seja sincero, mas tenha cuidado ao atribuir muito valor ao que almeja alcançar, foque mais nos resultados que poderá gerar de positivo.

Uma boa dica é tentar se colocar no papel da pessoa que vai ler o que você escreveu e se questionar o que ela iria pensar ao avaliá-lo?

E nada de inventar!

Portanto, se você for chamado para a entrevista e for questionado sobre o seu objetivo, precisa estar seguro e ser capaz de impressionar seu recrutador e falar com naturalidade.

Com toda a certeza, mentiras são facilmente descobertas por recrutadores experientes, não se esqueça disso.

“Estou em busca da minha primeira experiência como assistente para a área de Administração. Tenho em vista que através dela poderei evoluir minhas habilidades e contribuir positivamente para o desempenho da empresa.”

Exemplo de Objetivo Profissional para Primeiro Currículo de Jovem Aprendiz

É bom você colocar também sua área de interesse no currículo.

Mas, informações genéricas não são muito atrativas e você precisa demonstrar a empresa, que está tentando entrar para trabalhar, o seu real interesse profissional.

Devo mencionar minha escolaridade? Como faço isso?

Sim, você deve mencionar em que ano está estudando ou até que ensino concluiu os seus estudos.

Se estiver estudando:

Você deve colocar o ano em que está e o nome da Instituição.

Além disso, se tiver fazendo um curso técnico precisa inserir também o período/semestre que está e a expectativa de quando irá concluir.

“Estudando o 3º ano do Ensino Médio no Colégio Municipal Manoel Bandeira”.

“Cursando o 2º semestre de Administração de Empresas na Universidade Federal de São Paulo, com conclusão para 2023.”

Exemplos de citação de escolaridade

Caso tenha concluído seus estudos:

Neste caso você deve citar apenas até que ano concluiu e a Escola.

Contudo, se você terminou a faculdade coloque também o ano em que terminou.

“Ensino médio completo concluído na Escola Municipal Manoel Bandeira”.

“Formado em Administração de Empresas na Universidade Anhanguera no ano de 2019.”

Como colocar escolaridade no currículo

E se estiver incompleto:

Primeiramente, independente do motivo que não o levou a concluir sua especialização, você apenas deve mencionar que não seguiu até o final o curso se ele realmente estiver ligado ao cargo.

Ou seja, se você fez um curso de Administração de empresas mas não terminou, e esta concorrendo para uma vaga de assistente vale a pena mencionar que você tem esses conhecimentos. Mas se fosse para uma oportunidade de vendedor, deixe de fora essa informação.

Para isto basta citar seu curso técnico interrompido como incompleto.

“Ensino Superior de Administração de Empresas Incompleto.”

Exemplo de como citar um curso interrompido

Lembre-se que ao citar um curso como incompleto provavelmente na entrevista o recrutador vai lhe perguntar o motivo que o levou a não terminá-lo.

Portanto você já pode se preparar para esta pergunta e qual resposta vai dar.

Que cursos e certificações devo citar no meu currículo jovem aprendiz?

Primeiramente, comece listando mentalmente todos os cursos e especializações que você já fez, e quais deles mais podem contribuir para a vaga de emprego que deseja conquistar.

Por isso, se você tem muitos cursos apenas anotando os melhores e que mais poderão fazer diferença no dia a dia da execução do seu trabalho na empresa.

Além disso, se você não tem muitos cursos, mencione os que tem e procure se atualizar com algumas formações que você pode fazer facilmente pela internet e sem pagar nada.

Hoje em dia existem muitos cursos gratuitos online que você pode fazer em pouco tempo e ainda recebe certificado pela conclusão.

Vale a pena pensar nesta opção para enriquecer o seu currículo.

Para falar de cada formação, você deve colocar:

  • Nível da formação
  • Nome do Curso
  • Instituição
  • Início do Curso/Finalização do Curso

” Técnico em Marketing, Serviço Nacional de Aprendizagem – SENAC
Agos/2018 – Dez/2019 (concluído).”

Exemplo de como citar curso

Afinal, se você está cursando, apenas retire do exemplo acima a data de conclusão e o termo “concluído” por: – “Previsão de término”: E insira mês e ano que irá terminar sua formação. Como abaixo:

“Técnico em Markeng, Serviço Nacional de Aprendizagem – SENAC
Set/2019 – Previsão de término: Out/2021.”

Como citar um curso que você ainda está estudando

Lembrando que, se você tem algum nível em um idioma estrangeiro, mesmo que seja básico, vale a pena mencionar!

Não apenas isso, mas outras coisas que você pode colocar são palestras, apresentações ou eventos que participou na escola que contribuíram para seu desenvolvimento profissional.

O que devo colocar em Habilidades e Competências no meu currículo de Jovem Aprendiz?

Pare e pense sobre si mesmo: Quais suas habilidades e competências?  O que você sabe fazer bem? Qual pode ser seu diferencial para a empresa que você quer trabalhar?

Liste em um papel seus pontos positivos, incluindo pequenas atividades que obteve destaque ou êxito enquanto estudava.

Antes de mais nada, selecione da sua lista, as habilidades que mais podem vir a contribuir para a vaga de emprego e a empresa do seu interesse.

Veja algumas Habilidades e Competências:

Listamos abaixo alguns exemplos de habilidades e competências que ajudarão você compreender melhor o que o recrutador geralmente espera que você fale sobre você.

No entanto, essas suas virtudes, tanto podem ser características da sua personalidade, que você percebeu que têm quando desenvolveu uma atividade, como também podem ser conhecimentos que você tenha aprendido, que podem agregar na vaga em questão na qual estará concorrendo.

Da sua Personalidade Profissional:
  • Criatividade
  • Trabalho em Equipe
  • Proatividade
  • Organização
  • Liderança
  • Boa Comunicação
  • Colaboração
  • Ética
  • Flexibilidade
  • Adaptabilidade
  • Responsabilidade
  • Inteligência Emocional
  • Negociação
Dos seus Conhecimentos:
  • Pacote Office
  • Redes Sociais
  • Gestão de mídias sociais
  • Design
  • E-mail
  • Word
  • Excel
  • Outlook
  • Freelancer
  • Programação
  • Inglês (ou outro idioma)
  • Pesquisa
  • Análise de dados
  • Diagnóstico de problemas
  • Banco de dados
  • Escrita
  • Criação de artigos

Em resumo, esses são apenas alguns exemplos de qualidades que você pode inserir nessa seção do seu currículo, pense bem quais dos seus méritos podem faze-lo se destacar perante os demais candidatos.

Lembre-se de não exagerar e tente diversificar e colocar aspectos tanto da sua personalidades como conhecimentos que adquiridos.

O que são Atividades Complementares?

Se por um acaso você tem uma experiência em um negócio familiar, onde ajudou seu pai, mãe ou outro membro da família em qualquer ocupação profissional, mesmo que por algumas horas por dia, este é o espaço ideal para mencionar.

Sob o mesmo ponto de vista, atividades complementares são todas as suas realizações que não são bem um trabalho mais que são vivências sobre você que valem a pena serem citadas para valorizar o profissional que é.

Exemplos de atividades complementares para seu currículo jovem aprendiz:

  • Experiência com Trabalhos Voluntários
  • Prêmios
  • Reconhecimentos
  • Palestras
  • Cursos de Curta Duração
  • Viagens ou intercâmbios
  • Habilitação
  • Certificados técnicos
  • Trabalhos extracurriculares

De acordo com o que dissemos antes, até mesmo uma experiência de uma atividade na sua própria família é considerada uma atividade complementar, e para citar essa experiência você deve:

Falar qual foi a experiência, onde foi e a data de início e fim.

“Fui atendente na Padaria Cesta de Ouro pertencente ao meu pai, de 2018 à 2019”.

“Fui ajudante das rotinas diárias da ONG Patinhas responsável por resgate de animais, desde 2019 à até atualmente.”

Exemplos de como citar atividades complementares

Pronto. Esta foi a última etapa do seu currículo. Agora você pode revisá-lo com atenção para evitar os erros de português, pois esses podem ser eliminatórios.

O que não colocar em um primeiro currículo para Jovem Aprendiz?

Não coloque números de documentos pessoais. A não ser que a vaga exija.

Evite também mencionar a sua pretensão salarial, afinal de contas é o seu primeiro emprego e você não tem experiência.

Mas saiba que essa pergunta pode surgir na entrevista de emprego. Então veja como se preparar em: Entrevista de Emprego – Manual Completo.

Quanto a foto 3 x 4, coloque somente se a empresa solicitar.

O que mais não fazer no currículo primeiro emprego?

Antes de mais nada, evite colocar informações que não são necessárias, não peque pelo exagero ou falta de foco.

Aliás, também lembre-se que você está fazendo um currículo e não um trabalho de artes, nada de enfeitar demais.

Seja sucinto e simples e disponha as informações de forma ordenada e clara.

Por fim, é o seu perfil profissional que deve brilhar e não a folha de papel do seu currículo.

Jovem aprendiz: Meu currículo para primeiro emprego de sucesso!

Nossa dica final e de ouro é: seja sempre sincero no seu currículo, não invente nenhuma informação, e lembre-se, você vai ser questionado sobre tudo que colocar lá durante a entrevista!

Em síntese, um bom currículo para primeiro emprego de Jovem Aprendiz pode ser o diferencial que faltava para você conseguir a tão sonhada primeira oportunidade no mercado de trabalho.

Agora que você sabe disso, sua próxima etapa pode ser ir em busca de um trabalho. Então veja só essas dicas para já colocar em pratica: Como conseguir um emprego?

2 Comments

  1. Avatar Ana Carolina dezembro 16, 2019
  2. Avatar Ana Carolina dezembro 16, 2019

Comentar