Entrevista de Emprego: Manual Completo para se sair muito bem

Ninguém aprecia tanto participar de uma entrevista de emprego quanto aquela pessoa que deseja tanto conseguir um trabalho. É por isso que você precisa conhecer afundo como se preparar para ser entrevistado e descobrir alguns métodos que vão impressionar seu recrutador.

Para se sair bem na sua entrevista, você pode desenvolver um planejamento sobre o que falar, como se comportar, como se vestir, como se preparar para as perguntas mais frequentes, entre outros. Isso vai deixá-lo mais seguro e confiante para o dia da sua apresentação.

Portanto, respire fundo, fique tranquilo e confira nossas dicas abaixo:

Como se sair bem em uma entrevista de emprego?

Antes de saber o que você deve falar e como se comportar no dia da entrevista, é muito importante que você faça um planejamento prévio. Uma vez que você se antecede e se dedica alguns dias antes desse compromisso, a chance de dar tudo certo é enorme.

Se prepare para antes da entrevista

Primeiramente, o mais importante, é que você comece focando em você. Que tal pensar em algumas situações profissionais da sua carreira e avaliar que competências e habilidades você tem?

Quando exercitamos o nosso autoconhecimento e questionamo-nos conseguimos avaliar melhor nossas qualidades e defeitos, e aprendemos lidar com eles de forma prática.

Digamos que você seja questionado durante a entrevista, sobre o seu passado profissional, ou alguma situação de trabalho que já vivenciou. Quando você já reviveu algumas situações marcantes da sua vida profissional antes, é muito provável que se sinta prontamente confortável de responder perguntas sobre pressão.

Saiba como driblar o nervosismo

Um dos nossos piores inimigos é o nervosismo, ele nos cega completamente e pode até nos frear a nossa fala ou nosso pensamento racional.

Sendo assim, nada melhor do que evitar que sejamos pegos desprevenidos na entrevista. Por isso é importante nos prepararmos o máximo possível.

Quanto antes da entrevista você dedicar para repensar toda sua cronologia profissional, mais seguro vai se sentir. E mesmo que se sinta nervoso, já terá em mente tudo que você precisa dizer, impedindo assim que ocorra um bloqueio ou o famoso “deu branco”.

Outra forma bacana é você narrar seu histórico profissional em voz alta para você ou um amigo. E se auto avaliar ou pedir ajuda de alguém próximo.

Pratique seu lado positivo. Os potenciais empregadores estão mais interessados na capacidade de se comunicar com os outros de forma positiva, encorajadora e solidária. Um tom negativo por exemplo, pode ser um indicativo de alguém que guarda rancor ou é propenso a conflitos.

Respire fundo, pense com calma e treine falar de você como se estivesse conversando com um amigo, com naturalidade, leveza e assertividade.

E se não tiver experiência?

Se para quem já tem experiência é importante pensar e estudar o passado, com quem não tem, não seria diferente.

A única diferença, é que para quem não tem experiência, em vez de pensar na linha do tempo das experiências adquiridas nos empregos anteriores, basta trocá-lo pela suas conquistas acadêmicas ou aprendizados escolares.

Você pode começar avaliando seus maiores destaques enquanto cursava. Suas maiores conquistas e êxitos durante estágios, trabalhos em grupo, voluntariado ou intercâmbios.

Vale também questionar as situações que talvez você não se saiu tão bem quanto queria e os motivos que te levaram a não alcançar seus objetivos.

Lembre-se, que o que conta é você reviver suas experiências, deixá-las frescas a mente e se sentir cômodo de quando precisar falar sobre elas, por isso esse exercício é muito eficaz.

Liste 5 das suas principais conquistas

Este exercício ajudá-lo na hora que você tiver que falar sobre seus méritos.

1º passo – Comece listando 5 momentos da sua carreira que você se saiu muito bem. Recebeu elogios, ganhou um certificado, prêmio, bonificação ou promoção.

2º passo – Após isso escreva que tarefas foi preciso fazer para atingir um bom resultado de cada umas das cinco situações.

3º passo – Anote os resultados de cada situação que você teve êxito.

Agora que você está vendo tudo como um todo, consequentemente você vai ter facilidade em estruturar respostas objetivas e lógicas quando for questionado sobre uma situação na entrevista, impressionante não?

Desenvolver um raciocínio lógico antes da entrevista de emprego é uma excelente forma de encantar os recrutadores.

Revise suas mídias sociais

Atualmente, por mais que você acredite que tem controle sobre as tecnologias, muitas vezes surpreendemos com o que encontramos sobre nós mesmos nas mídias sociais.

As vezes, é só voltar algumas semanas atrás na nossa linha do tempo que encontramos algo que postamos ou comentamos em um momento de euforia, que agora vemos que agimos por impulso.

Hoje, é muito comum os recrutadores visitarem mídias sociais como facebook, instagram, linkedin, entre outras para conhecerem um pouco mais sobre você.

Por isso se você está em alguma rede social, nada melhor que dar uma revisada na sua linha do tempo.

Recrutadores avaliam comentários, compartilhamentos, posts, para interpretarem um pouco sobre a sua personalidade.

Um recrutador não vai classificá-lo como um bom candidato para a empresa se encontrar, por exemplo, discursos de ódio, posts preconceituosos, incitação a violência, ofensas ou palavrões.

Evitar extravasar seus sentimentos e emoções negativas nas mídias para não ser mal interpretado sobre quem você é primordial.

Então nada melhor do que que dar uma revisada nas suas redes sociais, não é?

Inclusive é muito comum as vezes os recrutadores perguntarem coisas referentes ao que encontraram no seu perfil.

Por exemplo, se ele viu uma foto sua bebendo cerveja. Ele pode perguntar na entrevista se você bebe. Neste caso não minta, responda com naturalidade apenas o que foi questionado sem querer justificar como se estivesse na defensiva. Se ele quiser saber mais ele lhe fará outra pergunta.

Conheça sobre a empresa

Que tal usar alguns dias antecedentes da sua apresentação de emprego para conhecer um pouquinho da empresa que você pretende trabalhar?

É muito comum o recrutador perguntar se você conhece a empresa e por que quer fazer parte dela. Portanto se você quer trabalhar nela é bom você conhece-la.

Você pode acessar o site, e as mídias sociais da empresa e ler sobre ela, estudar sobre sua missão, valores, e objetivos e até mesmo ações sociais e sustentáveis. Afinal, este pode ser um bom argumento para você defender porque quer fazer parte dela quando for questionado.

Como se vestir para uma entrevista de emprego?

Para um profissional de recursos humanos é necessário apenas uma olhada nas suas roupas para decifrar o quão confiável e competente você é.

Vamos conferir várias coisas que você deve saber que os profissionais de rh avaliam na sua forma de vestir para formar opiniões e decidir se você se encaixa na cultura corporativa.

Veja como você deve fazer para passar uma boa imagem através das suas roupas.

O que as cores de suas roupas dizem sobre você?

Você sabia que a primeira impressão de alguém acontece em menos de 30 segundos? E ainda ela é baseada inteiramente em como você se veste? É por isso que você deve escolher suas roupas com muita sabedoria se não quiser ser eliminado antes mesmo do início da entrevista.

A primeira coisa que importa aqui é a cor, escolhendo corretamente a cor de suas roupas, você pode influenciar outras pessoas.

As cores que escolhemos para nossos trajes de negócios envia uma mensagem forte. Então você deve prestar muita atenção à cor das roupas que você vai usar para uma entrevista de emprego.

Escolhendo a cor da roupa

Se você escolher roupas com cores contrastantes poderá causar uma impressão poderosa e dominante, um profissional orientado para o sucesso que gosta de fazer as coisas de maneira rápida e objetiva, isso é o que o gerente de rh verá em você.

Cores pastéis em roupas e maquiagem podem ajudar a conquistar a confiança de outras pessoas, o mais importante é não exagerar, caso contrário você pode parecer infantil e imaturo.

O azul é provavelmente a melhor escolha para uma entrevista de emprego, é por isso que uniformes e trajes de negócios costumam ser azuis, pois essa cor está associada a segurança, confiança, competência e experiência.

Porém, o azul pode não ser a melhor opção para concorrer a uma vaga em uma empresa na área de criatividade porque você poderia ser considerado muito conservador. Então se quiser usar azul deve usar em alguns detalhes para conseguir uma vaga de designer, caso contrário troque por roxo ou amarelo, pois essas cores representam singularidade, otimismo e criatividade.

O vermelho representa força vital e a inclinação para ser bem sucedido e eficiente, essa é uma cor de liderança e significa que você não tem medo de se destacar e atrair a atenção para a si, no entanto, para a primeira entrevista de emprego é melhor escolher um tom mais profundo de vermelho, próximo ao castanho ou vinho, porque essa escolha fará com que as pessoas pensem que você é sábio e bem educado, e pode ajudar a conquistar o respeito que merece.

Roupas escuras fazem com que seu potencial empregador acredite que você é um candidato sério, confiável e competente.

Jamais use laranja

A pior escolha em matéria de cor para uma entrevista de emprego, de acordo com estudos e opiniões de especialistas, é a laranja. Frequentemente associado a algo pouco profissional, talvez seja uma boa ideia guardar sua blusa laranja favorita para o final de semana.

O que seu estilo de vestir diz sobre você?

Você sabia que trajes formais nem sempre são a melhor escolha para uma entrevista de emprego porque a impressão que você pode dar ao empregador é de que é super qualificado?

Cuidado com trajes formais

Esse estereótipo existe porque em um nível inconsciente as pessoas pensam que apenas trabalhadores altamente qualificados e muito ambiciosos se vestem dessa maneira.

Se um gerente está contratando para uma posição de nível sênior esse tipo de aparência séria pode ser vantajosa, no entanto, se você está procurando emprego como enfermeira ou assistente de loja esse tipo de traje é inadequado, pois os especialistas de RH podem pensar que suas ambições são muito altas para essa posição e passarem para o próximo candidato.

Se uma mulher usa um vestido com estampa floral e cabelos longos ela não parece ser uma líder de sucesso. Para a maioria dos empregos em escritórios, essas roupas são inadequadas.

Mas se você está procurando um cargo como professor de crianças ou um trabalho criativo, esse tipo de traje não é apenas apropriado, mas como também preferível.

Evite estampas de animais e aposte nas saias

É melhor evitar as estampas de animais, não importa o tipo de trabalho para o qual esteja se candidatando, deixe o seu vestido de leopardo para sair à noite.

Se um vestido floral não lhe cai muito bem isso não significa que você deve evitar completamente as saias. Use uma que declare o seu bom gosto, sem acompanhar decote exagerado e que termine cerca de 2,5 centímetros acima dos seus joelhos e estará tudo certo.

Se você optar por experimentar cores, e escolher um turquesa suave ou vermelho, por exemplo, não precisará adicionar acessório ou joias extras. A saia será suficiente para descrevê-la como uma pessoa com boa ética de trabalho e senso de estilo.

O que as marcas dizem sobre você?

Logotipos de marcas de luxo, um relógio caro, ou o mais recente modelo de celular, significam que o status desempenha um grande papel para o candidato e que ele se preocupa com a impressão que causa em outras pessoas.

As pessoas que gostam de aparentar geralmente não são os melhores chefes, então isso pode diminuir suas chances de conseguir um papel de liderança.

O escritório não é um lugar para demonstrar seu domínio financeiro sobre outras pessoas, especialmente sobre o empregador. De fato é melhor impressionar seu possível patrão com suas conquistas profissionais e sua atitude em relação ao trabalho.

Pequenos detalhes que fazem a diferença

Não existem pequenos detalhes quando se fala da imagem de uma mulher de negócios. Tenha em mente que se notarem unhas por fazer, roupas velhas ou com furos, e outras falhas isso causará uma má impressão no seu empregador em potencial.

 Além disso, você deve evitar maquiagem muito vibrante e perfume forte, você não quer ser motivo de um ataque alérgico não é?

Em se tratando de adornos, use acessórios pequenos e elegantes, como pequenos brincos,pulseiras e relógios. Óculos com uma armação muito elegante pode ser um excelente toque em sua imagem.

Brincos de bijuterias baratas ou aqueles que são feitos de materiais baratos como plástico não são uma boa ideia para uma entrevista de emprego.

Sua bolsa deve ter contornos definidos, evite aquelas que não têm forma, que parece um saco e com impressões chamativas. Elas só podem ser usadas em ocasiões informais.

E não tenha medo de incluir alguns acessórios coloridos, até mesmo uma roupa muito séria pode parecer completamente diferente se você adicionar uma bolsa vermelha.

Vista-se de acordo com a cultura corporativa da empresa: Afinal, “Você é um de nós ou não?”

Roupas deixam claro o quanto você pode se encaixar na cultura corporativa. Por isso uma recomendação muito válida é que seu traje esteja o mais próximo possível do código de vestimenta da empresa.

Pareça que já faz parte da empresa para impressionar

Você sabia que as pessoas se sentem ansiosas para aceitar outras que sejam como elas? Então quanto mais você se parecer com os outros funcionários mais fácil será para um gerente de RH imaginar que você deve trabalhar com eles.

Para fazer sua pesquisa você pode usar as mídias sociais como o facebook, o instagram ou a página da empresa em que você deseja trabalhar.

Procure e estude a página com cuidado. Os gerentes de RH geralmente são muito atentos as informações sobre o candidato que podem ser encontradas online, portanto, os especialistas em recrutamento recomendam enfaticamente que você faça o mesmo.

Se os funcionários da empresa que você quer trabalhar costumam se vestir em um estilo formal, então você definitivamente deve usar um terno e as mulheres podem usar um vestido simples com blazer.

Se eles usam roupas casuais você não precisa de um blazer ou terno, mas não coloque jeans, tênis ou camisetas, esses são muito casuais para uma entrevista de emprego.

Mas se você precisa de algo completamente informal deve colocar pelo menos uma coisa séria, por exemplo, você pode usar jeans com blazer.

Áreas criativas pedem um pouco de ousadia na hora de escolher a roupa

Se estiver se candidatando para uma vaga na área de criatividade como designer, profissional de marketing, especialista em relações públicas, ilustrador, redator, recepcionista de eventos e assim por diante, precisa ser criativo em relação a sua imagem, por isso inclua algumas cores brilhantes em sua roupa e coloque alguns acessórios.

Não tem como você conseguir um emprego criativo se aborrecer as pessoas com seu jeito de vestir. Algumas empresas até proíbem o uso de roupas comuns, por isso você deve deixar claro que valoriza a liberdade de criação e está aberto a novas ideias.

Como se comportar em uma entrevista de emprego?

Você enviou o seu currículo e foi surpreendido positivamente com a resposta que seu perfil é compatível com a vaga, e então é convidado para a entrevista. Mas aí surge o pensamento “como se comportar em uma entrevista de emprego?

O que você fala é apenas uma parte da comunicação, o resto depende de como você diz isso e mais importante da linguagem corporal que usa enquanto fala.

“Como devo cumprimentar meu entrevistador? Será que gestos demais são vistos de forma positiva? Como posso disfarçar o nervosismo?.” Essas são apenas algumas das preocupações que um candidato passa antes de ser entrevistado.

A maneira como você se apoia, se movimenta e até respira pode revelar suas verdadeiras emoções, felizmente vamos tirar todas as suas dúvidas. Por isso trouxemos 21 dicas eficazes para melhorar sua linguagem corporal.

1- Alimente-se bem

Você não quer acordar passando mal no dia da sua entrevista né? Evite frituras, comidas gordurosas ou fazer refeições cuja digestão é lenta e possa vir lhe causar um desconforto, como uma azia, ou má digestão.

Não vale também deixar de se alimentar. Mesmo que não esteja com fome não vá de estomago vazio para uma entrevista, já pensou se sua pressão cai por não ter se alimentado suficientemente, logo quando estiver sendo entrevistado?

Os melhores alimentos para apostar no dia da entrevista que irão saciá-lo e oferecer uma boa digestão são: cereais, frutas, leguminosas, verduras, peixe ou frango.

Ah, e não se esqueça de que se hidratar é essencial! Mas não exagere muito para não ficar com vontade de ir ao banheiro com frequência.

2- Tenha uma boa noite de sono

Na noite antecedente a sua entrevista de emprego, é muito importante você ir dormir mais cedo e dispensar assistir sua série favorita ou mexer no celular até tarde.

Ter uma boa noite de sono além de deixá-lo bem disposto, fará com que você aparente até mais saudável e disposto.

3- Leve uma cópia do seu currículo, papel e caneta

Quando você estiver saindo para uma entrevista de emprego, certifique-se de levar quaisquer documentos que você possa ser solicitado. Carteira de motorista, cartão da Previdência Social, cópias do seu currículo ou qualquer outra coisa que você possa cogitar que a vaga possa exigir. Isso mostrará que você está preparado e pronto para trabalhar.

Papel e caneta também não devem ser esquecidos, afinal você tem que parecer que já está pronto pra anotar qualquer detalhe, caso já saia com a noticia que foi contratado, não é?

4- Seja pontual

Planeje o melhor percurso para ir até o seu compromisso e com antecedência de pelo menos 30 minutos. Assim caso aconteça algum imprevisto no trânsito, por exemplo, você terá algum tempo a seu favor para ser pontual.

Se, por acaso, você perceber que vai se atrasar, ligue para seu entrevistador, explique o motivo e dê-lhe uma previsão de tempo para sua chegada.

Entrevista Online

Se a sua entrevista será feita online, lembre-se de testar antes sua internet, seu vídeo, áudio e também se tem tudo o que você precisa ao seu alcance.

Você pode salvar arquivos que for precisar em uma pasta na área de trabalho do seu computador ou celular por exemplo para ficar mais fácil seu acesso e mostrar que é uma pessoa organizada e prática.

Caso tenha algum problema como por exemplo com a estabilidade da internet, entre em contato com o recrutador, explique a situação e já ofereça uma solução: pergunte quando poderão estar marcando novamente.

5- Mantenha uma conduta equilibrada

Pode não parecer, mas sua postura e conduta será avaliada a todo momento tanto quanto sua fala. Manter uma conduta equilibrada é importante desde que você coloca o primeiro pé na empresa.

Mantenha a compostura e demonstre isso através da sua postura corporal.

A forma como fala com os demais deve ser sempre com educação. Seja cordial e gentil com os recepcionistas e outros funcionários da empresa.

Evite ficar de pé ou andando de um lado para o outro, isso pode fazer com que pareça impaciente. Prefira sentar-se de forma confortável, mas nunca desleixado.

Se tiver mais candidatos aguardando, você pode conversar temas leves, em tom baixo para não atrapalhar ninguém e com discrição. Não é hora de debates polêmicos como temas políticos. Também não faça piadas. Lembre-se: Na dúvida é sempre melhor permanecer em silêncio.

Tente não demonstrar sua ansiedade através de gestos incontroláveis que as vezes acontecem, como por exemplo, o ato de balançar as pernas, roer as unhas ou ficar se coçando. Isso pode soar como falta de controle emocional para quem está te observando.

6- Comunique-se adequadamente e aja de acordo

Uma das maiores dúvidas das pessoas é o momento em que encontram seu avaliador. Afinal de contas, qual a melhor forma de cumprimentar o recrutador?

Para começar: Ao você ou seu entrevistador entrar na sala, levante-se como um sinal de educação e respeito. E utilize um aperto de mão firme, pois isso demonstrará que você está entusiasmado.

Utilize seu melhor angulo

Quando você está cara a cara com alguém e quer reduzir o nível de nervosismo, adote uma postura que os modelos fotográficos usam: o truque é ficar em um ângulo favorável em relação ao seu parceiro.

Prefira ficar em um ângulo de 45° em relação a pessoa e mantenha contato visual, assim você e seu avaliador vão se sentir mais confortáveis.

Diminua a velocidade

Muitas pessoas aparentam estar sempre com pressa, falam rapidamente, movem-se rapidamente e usam gestos de forma abusiva.

Até certo ponto a velocidade pode comunicar o quão energético você é. Mas a maioria das pessoas cruza a linha tênue entre ser ativo e acaba mostrando o seu nervosismo, ansiedade ou insinceridade.

Se você sente que está se apressando exageradamente, respire fundo, solte o ar e diminua ambos, a fala e os gestos.

7- Faça contato visual

Quando estiver conversando, mantenha contato visual, isso mostrará que você está ouvindo.

Mas não deixe que esse contato ocular se transforme em encarar, você provavelmente ficaria envergonhado se alguém continuasse te olhando diretamente em seus olhos enquanto não estão conversando, certo?

Ao mesmo tempo uma pessoa que evita o contato visual pode parecer insegura e tímida. O segredo é utilizar o contato visual sempre enquanto se comunica e ouve alguém, já nos momentos de pausa relaxe o olhar e seja natural.

8- Utilize o nervosismo ao seu favor

Aí você me pergunta: “Como posso me sair bem na minha apresentação se estou nervoso?.” A palavra chave é resiliência.

Quando você consegue superar uma situação traumatizante ou estressante, isso quer dizer que você foi resiliente.

Mas como eu posso me recompor rapidamente enquanto estou sendo entrevistado e estou preocupado?

É mais simples do que você pensa! O segredo é respirar devagar e sorrir levemente. Não um sorriso escancarado, mas sim um sorriso gentil e positivo.

Isso ajudará você a se sentir mais relaxado, além do mais, outras pessoas não se sentirão tensas ao seu redor.

A primeira reação instintiva quando você está nervoso ou com raiva é fazer uma cara feia, carrancuda ou franzir a testa. Mas infelizmente essas expressões faciais negativas irão sinalizar para o seu cérebro que algo está seriamente errado. Como resultado seu corpo começa a produzir cortisol o que por sua vez aumenta seu nível de estresse.

Quando você sorri você envia uma mensagem positiva para o seu cérebro o que irá refletir positivamente na sua fala e comportamento. Simples, não? E muito eficaz.

10- Tenha cuidado com a postura

A primeira coisa que você deve fazer para que sua postura pareça confiante é relaxar os ombros.

Toda vez que você se sente nervoso seus ombros ficam tensos, mesmo que não perceba, além disso eles podem se mover para frente e para cima. Para resolver este problema agite os ombros por um minuto para soltá-los, em seguida em endireite-os e mova-os um pouco para trás.

Se você está sentado não se curve. Claro, você não precisa se sentar ereto, apenas não se esparrame na cadeira.

Quando estiver andando, conversando, mantenha a cabeça erguida, se você a abaixar e manter os olhos no chão pode parecer perdido e inseguro, mantenha contato visual e a cabeça reta sempre reta.

11- Não cruze os braços e nem as pernas

Na maioria das vezes as pessoas sabem que não devem cruzar os braços quando estão conversando com alguém, porque isso as faz parecer defensivas e inseguras, realmente é verdade.

No entanto isso não se refere apenas aos braços, mas também as pernas. Evite ficar com as pernas cruzadas.

Além disso se estiver fazendo uma apresentação, tente não ficar entre objetos físicos: uma cadeira, laptop ou ou até mesmo uma pasta com suas anotações, pois eles podem servir como uma barreira. E se houver essas coisas entre você e seu ouvinte ele terá mais dificuldade em se conectar com você.

12- Use suas mãos inteligentemente enquanto fala

A principal regra é permitir que as pessoas vejam suas mãos, sem isso elas podem pensar que você está nervoso ou tentando esconder alguma coisa.

Uma dica para caso estiver nervoso ou inquieto, é manter suas mãos ocupadas, segurando por exemplo algo referente a entrevista, como por exemplo uma pasta com o seu currículo, isso vai fazer com que se pareça confiante.

Cuidado se você gosta de manter as mãos nos bolsos, as pessoas podem interpretá-lo como arrogante ou entediado.

Ao precisar fazer uma apresentação você definitivamente deve usar gestos com as mãos, segundo os especialistas, as pessoas que usam as mãos durante as conversas parecem mais confiantes para seus ouvintes. Além disso a maioria das pessoas inconscientemente associa gestos complexos com as mãos a um pensamento complexo.

Também vale lembrar que usar demais as mãos, pode distrair seu ouvinte, por isso certifique-se de que os movimentos sejam controlados e não apenas um agitar de mãos.

13- Pratique a técnica do espelhamento

A técnica do espelhamento é um dos métodos mais eficientes para construir um relacionamento com outras pessoas.

O espelhamento copia a postura e os gestos do seu parceiro de conversa para criar uma conexão mútua.

Você pode espelhar a linguagem corporal, o tom de voz e até mesmo a posição do corpo de uma pessoa, sua tarefa principal não é imitar alguém, então tente não ser tão óbvio. O espelhamento deve ser sutil para criar um tipo de energia.

Leva tempo para praticar essas habilidades de espelhamento, mas se você já puder aplicar em pequenas situações o resultado já valerá a pena.

14- Maneire nas gesticulações

Agitar-se, bater os dedos contra um móvel ou o joelho, ou ainda sacudir a perna, fará com que você pareça preocupado, nervoso e inseguro.

Além disso, ficar inquieto pode também distrair ou incomodar as pessoas ao seu redor. Se você se pegar fazendo isso, concentre-se em seus movimentos, diminua a velocidade, respire profundamente e tente relaxar.

15- Respeite o espaço individual

Se você tende a aproximar-se demais das pessoas durante uma conversa, tem que mudar esse hábito.

A verdade é que ninguém gosta de pessoas que invadem seu espaço pessoal, não manter uma distância é indelicado e até um pouco assustador.

16- Não toque no seu rosto

Quando você toca repetidamente seu rosto durante uma conversa isso alerta seu parceiro para sua ansiedade e esse gesto imediatamente faz você parecer nervoso.

Esse hábito pode causar distração do que você pode estar falando e tornar a conversa menos interessante.

17- Tente manter sua voz baixa

Se você precisar criar uma impressão de autoridade, certifique-se de que sua voz esteja baixa no início do discurso, aumente ligeiramente o tom no meio e diminua novamente no final da fala.

Se a sua voz aumentar no final pode parecer que você está procurando aprovação ou não tem certeza sobre o que está dizendo.

18- Seja discreto com as tatuagens, piercings e outros acessórios

Apesar de vivermos em uma sociedade moderna, nunca pega bem você expor suas tatuagens numa entrevista de emprego, mesmo que for para uma vaga informal ou cuja sua aparência não esteja sendo levada em consideração.

O melhor é sempre ser discreto as suas preferências pessoais, portanto vista-se com roupas que não mostre suas tatuagens. Piercings aparentes também não pegam bem.

Acessórios muito chamativos como brincos grandes ou pulseiras coloridas igualmente devem ser evitados.

Deixe para exibir suas tatuagens e seu estilo em um ambiente informal, para conseguir um emprego, não é a melhor hora nem lugar.

19- Desligue o celular

Desligue e não o pegue em nenhum momento da entrevista! Avise antecipadamente as pessoas que não estará disponível e evite deixar o celular na função “vibrar” pois o entrevistador pode perceber.

Se você estiver realmente precisando atender uma ligação de emergência, por exemplo seu filho estiver hospitalizado, explique antes de começarem a conversa o motivo de precisar atender.

Por exemplo: “Por gentileza, posso lhe pedir um favor? Meu filho está hospitalizado e pode ser que eu receba uma ligação de emergência, se importa de atende-la?”

Com certeza o recrutador não irá negar e compreenderá sua situação se tiver avisado antes de começarem.

Agora, se o seu telefone tocar durante a entrevista por que você esqueceu de desligá-lo, peça desculpas, desligue o celular e não perca o equilíbrio, prossiga o que estavam falando, como se isso fosse o mais importante agora.

20- Seja autêntico

Nada de parecer ser uma pessoa que você não é. O mais importante é que você seja a melhor versão de si mesmo, autêntico e fiel ao que você é.

Um recrutador experiente percebe se você está tentando interpretar um papel que não é você. Portanto não há nada melhor do que demonstrar quem você é de verdade e estar confiante nisso.

Acredite em você mesmo, se tem as habilidades e competências para concorrer a vaga, demonstre ao entrevistador que você é a pessoa certa de forma natural e coerente com as suas capacidades.

21- Despeça-se educadamente

Na hora de partir, agradeça a oportunidade de ter participado da entrevista e mantenha contato visual enquanto se despede com um aperto de mão firme, para fechar com chave de ouro.

E lembre-se, se o entrevistador lhe pedir algo fora do comum, como algum documento pouco usual, certifique-se de levá-lo a ele em tempo hábil para demonstrar que está interessado e animado de começar a trabalhar.

O que falar em uma entrevista de emprego

Você sabia que muitas vezes as pessoas são desclassificadas apenas por não saber o que falar em uma entrevista de emprego?

Se já aconteceu de você estar com o currículo perfeito, ser ideal pro cargo e não ter passado na entrevista, certamente é porque você não se saiu bem durante seu diálogo.

Mas para te ajudar separamos os melhores temas que você deve enfatizar na sua apresentação para encantar seu avaliador.

– Fale Sobre Você Mesmo

Quem é você na sua vida profissional, com o que costuma trabalhar, onde quer chegar na sua carreira e o que tem feito pra atingir o sucesso profissional? Basicamente é sobre isto que você precisa ter autoconhecimento.

Você precisa vender-se sem parecer pretensioso ou modesto demais. Mostre suas qualidades, conquistas e experiências vívidas com auto confiança.

Evite relatar o seu currículo, afinal provavelmente ele já leu tudo que descreveu nele. Procure atribuir valor as competências que você tem.

Vale a pena você comparar como as experiências que já teve, o tornaram preparado e apto para contribuir com a empresa através da vaga que esta concorrendo.

– Fale das suas Qualidades

Falar dos seus pontos fortes é imprescindível para você conseguir conquistar o recrutador, por isso você deve já ter em mente esses aspectos sobre você.

Para falar honestamente sobre seus pontos fortes, não tem muito segredo e nem é tão difícil quanto parece. Basta você alinhar bem quais habilidades e competências tem grande potencial para contribuir para a vaga que deseja ocupar.

Exemplifique seus pontos fortes

Você ainda pode ter de dar exemplos em vez de apenas relatar suas virtudes e co-relacioná-las com o cargo pretendido.

Por exemplo:

Em vez de dizer: “eu gosto de lidar com pessoas e convencê-las” troque por:

“Eu tenho uma boa comunicação verbal e não verbal com pessoas. Como vendedor consigo observar o comportamento do cliente, se ele está a vontade ou ansioso e utilizar uma fala persuasiva que o conquiste a conhecer alguns produtos da loja.”

E dê um exemplo prático:

“Se uma pessoa chega com pressa na loja de roupas e eu notar que ela está se esquivando para não ser atendida, posso utilizar uma fala mais direta: “Olá Senhora. Tudo bem? Me chamo Ricardo. Se precisar de algo em específico pode me chamar, estou a seu dispor. Fique a vontade” Isso não fará que ela seja afugentada da loja e se sinta confiante de conversar comigo.”

Quando você aplica seus atributos a uma situação real faz com que o recrutador já o visualize trabalhando na empresa e contribuindo para ela.

– Fale dos seus defeitos

Esta é a hora que você precisa ser honesto e mostrar que tem autoconhecimento e consciência de que ninguém é perfeito, mas que está sempre fazendo o possível para evoluir para melhor.

É lógico que todos temos defeitos, e o entrevistador sabe disso, mas será que você vai se propor a falar sobre eles natural e espontaneamente? É isso que ele espera.

Tem pessoas que em vez de falarem de fatode seus defeitos, disfarçam com argumentos que não são na verdade pontos considerados fracos. Por exemplo: dizer que é perfeccionista. Saiba que não é bem isso que o recrutador quer ouvir.

Você precisa ser transparente, sincero e verdadeiro, pois quem estiver avaliando vai saber que você está querendo fugir de dar uma resposta mais humana.

Comente sobre seus defeitos e o que tem feito para mudá-los:

Falar das suas imperfeições e demonstrar que você não está acomodado com elas é a melhor forma de apresentar seus pontos frascos.

Por exemplo:

“Eu sinto medo em falar em público, mas estou trabalhando nisto e estou fazendo terapia, inclusive estou começando dar palestras gratuitamente para alguns amigos a fim de que eu consiga superar isto em breve.”

Mostrar que você trabalha em melhorar a si mesmo, demonstra que você terá ambições também em se aperfeiçoar no seu trabalho.

– Fale por que você quer este trabalho

Essa é uma das horas que o avaliador mais vai prestar atenção no que você vai dizer e se você está pronto para vestir a camisa da empresa.

Lembra daquela nossa dica sobre estudar a empresa antes? Então, agora você vai precisar desses conhecimentos.

Nesta hora vale destacar o que você admira na empresa e como sua paixão pelo trabalho poderá contribuir para o seu sucesso profissional e desempenho do negócio.

Por exemplo:

“Eu sou apaixonado por me comunicar e estabelecer uma conversa com base na confiança dos clientes. Trabalhar como vendedor me traz grande satisfação, consequentemente acredito que isso refletirá nos resultados positivos que poderei oferecer para o desenvolvimento do negócio da Empresa X.”

Lembre-se: Quando você está em uma entrevista de emprego, você precisa manter tudo o que você diz positivo.

– Fale dos seus empregos anteriores de forma profissional

Nunca fale mal dos empregadores anteriores. Isso nunca reflete bem sobre você, afinal se você está difamando seu antigo empregador quem garante que não fará o mesmo com quem está te contratando?

Se você não tem algo bom a dizer sobre um dos seus empregos anteriores, tente dizer as coisas boas que aprendeu, o que você fazia e como o antigo trabalho o ajudou a ser uma pessoa mais experiente.

Você também pode usar este momento para contar sobre os desafios que enfrentou e como conseguiu superá-los e alcançar as suas e as metas da empresa.

Procure enfatizar como as experiências que você viveu podem contribuir para a vaga de emprego que está concorrendo.

– Fale sobre seus objetivos, metas e ambições futuras

Falar dos seus objetivos com clareza, é tão importante quanto saber onde você quer chegar. Ter uma visão no futuro, demonstra segurança para quem vai te contratar e lhe garantirá um passo mais próximo da sua vaga.

Por isso, ao falar sobre seus objetivos, passe um misto de simplicidade e ambição.

Quanto as suas metas, o entrevistador quer saber se você definiu expectativas realistas para seu crescimento alinhado com a empresa.

Uma dica interessante é você relacionar a vaga que pretende conquistar com uma contribuição que ela poderá trazer para o seu futuro.

Por exemplo:

“Meu objetivo é ser Gerente de loja, por isso acredito que começando atuar como vendedor vou conseguir identificar com mais facilidade contribuições que um dia poderei fazer para o gerenciamento eficiente da loja”.

– Faça Perguntas

Quando você está em uma entrevista de emprego, e você é perguntado se você tem alguma pergunta, saiba que é sempre bom fazer perguntas.

Você precisa se envolver com o entrevistador e mostrar que tem interesse na empresa.

Porém, tenha cuidado: não faça perguntas simplistas que poderiam ter sido respondidas com um pouco de pesquisa antes de sua entrevista.

Veja algumas sugestões de perguntas que você pode fazer:

  • Você tem mais alguma dúvida a meu respeito que eu possa estar esclarecendo?
  • Como é o ambiente de trabalho da empresa?
  • Por que a vaga está aberta? Ela foi aberta agora?
  • Como você descreveria o gerente e a equipe de trabalho com quem eu poderei trabalhar?
  • Se eu for contratado, o que você me recomendaria fazer para já começar bem?

O que não falar em uma entrevista de emprego?

Agora que você sabe como deve de expressar para seu entrevistador ter uma boa imagem sobre você, que tal dar uma conferida nos piores temas que podem desclassificá-lo de vez para a vaga que deseja? Confira a seguir: O que não falar em uma entrevista de emprego.

– Perguntar coisas sobre a empresa que poderia ter pesquisado

Nenhuma organização pretende contratar alguém que não se deu ao trabalho de conhecer a empresa antes de ir a uma entrevista de emprego.

Fazer perguntas como: “qual a missão da empresa? que produtos ela vende?” vão apenas demonstrar que você não se deu ao esforço de pesquisar sobre ela.

Prefira perguntas que possa demonstrar o quão interessado está na empresa e que complementem o que você estudou antes de ir a entrevista.

Por exemplo: “Vi que a empresa participa de projetos sociais. Se eu for aprovado para o cargo poderei contribuir e participar de quais projetos?”

– Falar sobre religião ou crenças

Declarar sua religião pode ser um tiro no pé principalmente se o seu entrevistador ter crenças diferentes das suas.

Evite comentar sobre isso, a não ser que o entrevistador lhe pergunte. Caso você seja perguntado sobre sua religião, seja breve, apenas cite o nome dela sem dar justificativas, explicar suas preferencias ou o porque de acreditar nela.

– Mentir

Não há nada que possa prejudicar mais um candidato do que o ato de mentir.

Quando você está sendo entrevistado não é só você que fala, mas seu corpo também. Certos sinais que você emite sem perceber podem indicar que você está contando algo que não é verdade.

Além disso, hoje em dia com várias tecnologias e a internet facilmente ao alcance é possível descobrir uma mentira com uma breve pesquisa.

Agora se você tem uma situação delicada que poderia lhe deixar embaraçoso, o melhor que tem a fazer é não comentar sobre ela, ou seja omitir.

Por exemplo se o seu último emprego não lhe acrescentou muito omita as situações ruins e comente somente as coisas boas que aprendeu.

– Falar sobre política

Assim como o tema religião deve ser evitado, evite falar sobre política espontaneamente.

“Já pensou se o recrutador é de partido A ou partido B e você do partido C?”, isso já pode levá-lo a eliminação.

Apenas comente sobre a sua posição política ou dê sua opinião se for perguntado, e tente ser o mais neutro possível e respeitoso a visões contrárias das suas.

– Usar gírias, palavrões ou expressões rudes

Fazer uso de uma linguagem mais formal, mas sem exageros, é a chave para uma boa comunicação.

Jamais utilize gírias, palavrões, palavras no diminutivo, apelidos ou expressões chulas. Dependendo das expressões que usar, você pode parecer uma pessoa despreparada, infantil ou até mesmo rude.

Seja simples, claro e direto com a sua linguagem. Você não precisa usar palavras difíceis para parecer preparado. Quando se trata de uma boa comunicação, quão mais fácil você se expressar melhor será entendido e evitará erros de interpretação.

– Fazer piadas

Querer fazer uma piada para descontrair uma entrevista pode não ser visto com bons olhos.

Pode parecer que você não tem maturidade o suficiente para lidar com situações que esteja sobre pressão. Melhor evitar.

– Expressar preconceito

Mostrar que você é uma pessoa preconceituosa pode ser fatal.

Atualmente cada vez mais as empresas apoiam a diversidade de sexo, cor, gênero, idade, cultura, raça ou deficiência física.

Inclusive muitas organizações destinam uma cota de vagas de emprego própria para contribuir para a inclusão social.

Se você não abraça essa bandeira, é melhor repensar que isso pode de atrapalhar em muitos âmbitos da sua vida.

– Falar demais sobre a vida pessoal

Falar sobre a sua vida pessoal é bom, porém não o mais importante. Foque mais em expor os aspectos positivos da sua vida profissional, afinal é isso que está sendo avaliado e que será levado em conta para te julgar capacitado para a vaga.

Utilize melhor o seu tempo mostrando como você pode contribuir com a empresa, o que sabe fazer e como será capaz de aplicar suas suas habilidades no dia a dia da organização.

Busque enfatizar também como é seu desempenho em equipe, trabalhando em colaboração com outras pessoas.

– Salário

Sabemos que grande maioria das vezes ficamos ansiosos para saber o salário de determinada vaga, mas isso é uma questão muito polêmica que deve ter seus cuidados.

É preferível que você evite perguntar sobre o salário, para não parecer que está querendo a vaga apenas pelo dinheiro.

A melhor saída é aguardar que o entrevistador venha a tocar nesse assunto.

Mas caso isso não ocorra, espere ter uma brecha e tenha cuidado com a forma que você vai perguntar. Geralmente eles levam o candidato a esse tema perguntando sobre a sua pretensão salarial.

Quando for falar sobre pretensão salarial, você já deve ter pesquisado antes a média do salário para o seu cargo, assim saberá citar um valor para não ficar nem abaixo e nem acima do mercado.

Para não se comprometer com um único valor você pode sair dessa saia justa informando uma faixa salarial. Por exemplo: “Minha pretensão salarial é algo entre de 2 a 4 salários mínimos”. Mais elegante, não?

– Falar mal do antigo empregador

Não pense em hipótese alguma, usar a entrevista para um novo emprego para desabafar e falar mal do seu antigo trabalho.

Nenhuma empresa vai cogitar contratar alguém que fala mal da sua organização, do seu chefe ou dos seus colegas de trabalho.

Igualmente isso vale, mesmo se você foi, de alguma forma, vítima do seu antigo empregador, e estiver completo de razão. Neste caso é melhor não comentar nada. Foque somente no que aprendeu de bom e nas coisas positivas do seu passado.

– Comentar sobre outras entrevistas

Você só deve falar de outras entrevistas que já participou ou que marcou de ir, se for realmente perguntado.

Mesmo se for para um comentário ingênuo sobre alguma experiência que você teve em outra entrevista. Não pega bem você comentar espontaneamente, pois pode parecer que você está querendo pressionar que é um bom candidato ou que deve ser contratado logo.

Se eventualmente for questionado, não blefe sobre ter feito uma entrevista que saiu bem, ou ter recebido uma proposta melhor. Isso pode pegar mal.

– Esquecer o que colocou no currículo

Calma, você não precisa utilizar o currículo como se fosse uma prova da escola em que devia decorar tudo, mas deve, ao menos, lembrar as informações importantes que se referem a você dentro do currículo.

Ter um currículo analisado, ser questionado e não lembrar de tal informação ou conteúdo no currículo pode passar uma imagem errada sobre você.

Uma vez que você está sendo interrogado sobre seu currículo, deve se lembrar das informações mais importantes e pertinentes que colocou lá, portanto esteja preparado.

– Não fique com dúvidas

Este tópico vale para sua vida, mas principalmente, para o dia da sua entrevista, já que não deve ficar com dúvidas a respeito do seu futuro emprego.

Você pode utilizar o final da conversa para pedir licença, e também fazer perguntas para saciar suas dúvidas ou aguardar seu recrutador perguntar se há alguma dúvida que gostaria de tirar. Consequentemente, isso pode ser muito positivo pois demonstra seu interesse.

Assim, você não precisará ficar importunando os entrevistadores posteriormente com ligações ou e-mails apenas para tirar dúvidas que poderiam ser sanadas na hora da entrevista.

Quais as perguntas mais frequentes em uma entrevista de emprego?

Os candidatos a uma oportunidade, quando vão ser entrevistados tem grande curiosidade em saber responder as perguntas mais frequentes em uma entrevista de emprego.

Por esse motivo listamos as perguntas mais comuns de serem feitas por recrutadores, desde questões óbvias a até aquelas mais pessoais. Certamente, você vai poder se preparar melhor para cada uma delas se souber quais são.

Perguntas de entrevista de emprego frequentemente feitas por entrevistadores:

Confira abaixo nossa lista de perguntas mais frequentes mais feitas à candidatos a uma oportunidade de trabalho.

  • Como você ficou sabendo da vaga?
  • Me fale um pouco sobre você?
  • Por que você quer este trabalho?
  • Quais são seus pontos fortes?
  • Quais são seus pontos fracos?
  • Por que você quer fazer parte da empresa?
  • O que você sabe sobre nossa empresa?
  • Por que você quer deixar seu emprego atual? (caso você esteja empregado)
  • Fale sobre um desafio que você enfrentou em um trabalho e como lidou com ele?
  • O que você tem a nos oferecer?
  • Onde você se vê daqui a cinco anos?
  • Como seus colegas de trabalho lhe descreveriam?
  • Você está se candidatando para vagas de emprego em outras empresas?
  • Por que devemos te contratar?
  • Fale sobre o seu currículo?
  • Qual sua disponibilidade?
  • Quais seus hobbies?
  • O que você gosta de fazer nas horas vagas?
  • Fale um pouco sobre suas últimas experiências profissionais?
  • Qual o último livro que você leu?
  • Por que você foi demitido ou se despediu?
  • Me venda esta caneta?
  • Qual o emprego dos seus sonhos?
  • Você tem perguntas que gostaria de fazer?

Perguntas e respostas de entrevista de emprego

Você sabe as melhores respostas para você dar as perguntas mais frequentes feitas por recrutadores em uma entrevista de emprego? Listamos as questões mais comuns e como você poderá se sair bem de cada uma delas. Confira:

Fale um pouco sobre você:

Essa geralmente é a primeira pergunta a ser feita pelo recrutador. Bem como é o momento que ele quer conhecer mais sobre você e sua capacidade em ser objetivo.

Recomendamos falar sobre três das suas maiores e melhores realizações profissionais que tenham haver com a vaga que está concorrendo, relacionando-as as suas habilidades e competências.

Você pode falar sobre seus hobbies e passatempos, mas concentre-se mais nas suas experiências, conquistas e metas para a carreira.

Naturalmente, exemplifique também como seus aprendizados poderão contribuir para a vaga que pretende ocupar, isso fará com que seu avaliador já imagine você trabalhando na empresa.

Por exemplo: “Como vocês já sabem meu nome é Mariana, sou formada em administração, profissão esta que me levou a trabalhar em duas empresas. Em uma delas atuei como gerente administrativa, onde coordenava o funcionamento de uma loja de roupas e pude aprender muito sobre gerenciamento também de pessoas, pois precisava lidar constantemente com outros cargos. Acredito que esse conhecimento poderia ser bem empregado na vaga de auxiliar administrativa da empresa… Nas minhas horas vagas da minha vida pessoal, gosto muito de ler e assistir filmes relacionado a minha carreira, o que me mantem motivada a alcançar o sucesso na minha carreira.”

Como você ficou sabendo da nossa vaga?

Essa é uma pergunta simples e rápida de ser respondida, basta contar brevemente como descobriu a vaga.

Ou seja, conte se foi por um amigo, ou se foi no nosso site Portal Emprega e aproveite para mencionar o que te chamou atenção na oportunidade.

Por exemplo: “Fiquei sabendo da oportunidade através de uma amiga minha que trabalha na empresa, a Michele, ela atua como assistente administrativa. Quando ela me contou sobre a oportunidade de vocês fiquei muito animada, pois ela me falou muito bem sobre o ambiente de trabalho, isso me conquistou a querer ser parte da equipe”.

Quais suas qualidades?

Quais das suas qualidades o tornam um potencial empregado para a empresa? Analise bem a fundo seus pontos fortes e enfatize isso durante a conversa. Afinal, você deve se conhecer bem.

Mas elogie-se com cautela, não eleja mais que três aptidões para não parecer prepotente.

Por exemplo: “Algumas das minhas principais qualidades são ter organização no meu ambiente de trabalho para evitar acidentes e poder melhor me situar e planejar meus afazeres. Tenho também capacidade criativa em lidar com problemas que as vezes surgem em tempos de crise, o que me possibilita ver as coisas de forma diferente do comum. Outra coisa é que me considero pró ativo, pois gosto de assumir novas responsabilidades, para aprender mais do que sei”.

Por que você quer esse trabalho?

Demonstrar o real motivo pelo qual você quer o trabalho como: estar precisando de dinheiro, ter filho para criar, ter que pagar aluguel de onde mora, não é o melhor argumento a se utilizar esta hora.

Seu empregador provavelmente quer contratar não somente alguém que precise de trabalhar, mas alguém que realmente estará feliz desempenhando suas responsabilidades.

Aconselhamos você mostrar o quanto gosta de um aspecto da vaga ou empresa e como esse cargo o fará se sentir realizado.

Por exemplo: “Adoro me comunicar com as pessoas e ajudá-las no dia a dia, e como vendedora tenho a oportunidade de colocar isso em prática fazendo o que realmente tenho aptidão”.

Quais seus defeitos?

Falar sobre suas qualidades é sempre mais fácil do que os defeitos. Mas, saiba que essa pergunta visa mais questionar se você tem auto crítica do que concentrar nos seus pontos fracos em si.

Portanto, seja honesto não responda com clichês como “sou perfeccionista demais”. Seja humilde e demonstre sua humanidade.

O objetivo do empregador é saber se você identifica suas fraquezas e o que tem feito para contorná-las.

Por exemplo: “Tenho dificuldade em fazer cálculos, por esse motivo entrei em um curso de matemática e sempre carrego uma calculadora comigo para me auxiliar a ter resultados precisos e rápidos.”

Por que deveríamos te contratar?

Saber responder o motivo que uma empresa deveria te contratar, exige que você tenha conhecido os pré requisitos da vaga para fazer uma boa defesa.

Para responder, você deve abordar quais habilidades e competências têm que se enquadram dentro das exigências do ofício, podendo inclusive relacioná-las a um exemplo real.

Por exemplo: “Eu acredito que minha habilidade de comunicação e vasta experiência com vendas nos empregos anteriores coincidem exatamente com as exigências da vaga. Digo isso porque apesar do momento de crise que estamos vivendo, no mês retrasado em que estava trabalhando fui o vendedor que mais teve vendas concluídas na minha empresa, inclusive ganhei elogios pela conquista”.

O que te diferencia dos demais candidatos?

Provavelmente você estará concorrendo com mais candidatos a uma vaga, mas será que você sabe o que te torna único e de fato um diferencial para a empresa?

Para responder essa questão você precisa fazer uma auto análise para poder argumentar com sabedoria o que te tornaria especial para ser escolhido.

Por exemplo: “Eu acredito que meu curso em secretariado e minha experiência de dois anos como secretária me tornaram preparada para lidar com qualquer tipo de adversidade que meu empregador precisar. Minha capacidade de resolver problemas e manter um bom relacionamento com os clientes poderão ser úteis para oferecer a melhor performance em atendimento para a empresa”.

Por que quer trabalhar na nossa empresa?

Quais motivos o levaram a trabalhar nesta empresa e não em outra? É sobre isso que você deve explicar.

Não existe uma única resposta para esta pergunta, pois vários podem ser seus argumentos para dizer o que realmente atraiu você a empresa: a vaga, a cultura da empresa, o ambiente de trabalho, a qualidade dos produtos ou serviços, entre outros.

Por exemplo: “Sou cliente e consumidora do restaurante de vocês há muito tempo, e a qualidade das refeições sempre me atraíram muito a fazer parte dessa equipe dedicada. Meu objetivo sempre foi trabalhar como cozinheira em uma empresa que prezasse em oferecer um excelente resultado em matéria de alimentação saudável.”

Onde você se vê daqui a cinco anos?

Essa questão é usualmente feita para analisar suas perspectivas do futuro e do crescimento profissional da sua carreira.

No entanto, você precisa ser realista quanto os seus objetivos e demonstrar que quer evoluir junto com a empresa.

Conte um pouco sobre seus passos para chegar onde pretende.

Por exemplo: “Penso que como a empresa estará ainda maior, se eu demonstrar que sou competente poderei estar numa posição de liderança como exemplo, gerente administrativo. Por isso pretendo me empenhar muito para conquistar a confiança da minha equipe e gestores e alcançar este objetivo junto à empresa.

Entrevista de emprego em inglês

O ato de participar de uma entrevista, já é uma atividade de certa forma estressante, você fica ansioso, preocupado para atingir todos os objetivos e ser o candidato ideal para a empresa. Agora, imagine ter que fazer uma entrevista de emprego em inglês?

Preocupação em dobro, e por isso que nós produzimos este conteúdo, para lhe auxiliar e lhe trazer mais calma na hora de participar de uma entrevista em inglês.

Mas vamos primeiro entender, que se você compreende bem a língua e sabe ter uma conversação boa, não há por que ficar ansioso e estressado. Tudo irá fluir naturalmente.

Saiba que as perguntas feitas no inglês são semelhantes as feitas em uma entrevista no português.

Para lhe ajudar mais ainda, selecionamos abaixo as perguntas mais frequentes:

– Tell me about yourself (Me conte sobre você)

Fácil não é? Você só deve falar sobre você, sobre suas experiências profissionais e acadêmicas. Faça um rascunho antes da entrevista em inglês, e treine para lembrar todos os detalhes importantes referente a essa pergunta. Respire bem antes de falar, e fale pausadamente, sem pressa.

– What are your strenghts? (Quais são seus pontos fortes?)

Da mesma forma, você deverá apontar ao entrevistador em inglês seus pontos fortes, suas qualidades mais positivas para o objetivo profissional que você está almejando.

Por isso seja inteligente, treine antes em casa, em frente do espelho, ou com algum amigo para tudo fluir de forma natural.

– What are your weaknesses? (Quais são seus pontos fracos?)

Sinceridade sempre é um ponto positivo. Tente ser mais claro e objetivo quanto aos seus pontos fracos, e também sempre ofereça uma solução para lidar com sua fraqueza e melhorá-la.

Uma boa estratégia é converter os pontos fracos em oportunidades para “se explicar” com sabedoria.

Por exemplo: “Eu sou lento para realizar meu trabalho, por que gosto de fazer tudo certo, mas estou buscando melhorar isso e cronometrar quanto tempo estou levando para uma atividade”.

– Tell us about your education (Fale sobre sua educação)

Outro assunto de extrema importância, e que deve ser levado com extremo profissionalismo na hora de falar sobre, é sua formação acadêmica, que no inglês é chamado de educação.

Uma dica, é pegue toda seu histórico educacional que é relacionado ao trabalho, e organize para falar em inglês suas principais conquistas.

Não é necessário falar sobre todos os anos que você fez até o ensino médio, apenas as coisas mais importantes do ponto de vista do entrevistador. Por isso, organize em tópicos e faça como nas demais questões, leia antes e treine em casa ou com um amigo.

– Why do you think you are the best candidate for this position? (Por que você acredita que é o melhor candidato para esta vaga?)


Pode não parecer, mas esta é uma das perguntas mais importantes da entrevista em inglês. Você deve pensar muito bem antes de respondê-la. Use a oportunidade para você “se vender” para o cargo que deseja.

É a hora de ser sucinto, direto e inteligente. Mencione todos os motivos e qualidades que você acredita que pode utilizar como “armas” para defender que esse é o cargo ideal para você.

Destaque seus diferenciais e relacione-os a como você poderá contribuir para o desenvolvimento da empresa através deste cargo.

Expresse a pessoa que está lhe entrevistando em inglês, da melhor maneira possível, encontre os termos em inglês que não irão fazer parecer vaidoso demais ou arrugante, mas sim confiante no que você sabe e tem a oferecer.

Comentar